Noticias

Assembleia-Geral da AOFA, muito participada, aprova todos os documentos por unanimidade

Consideradas os constrangimentos impostos pela pandemia que afeta Portugal e o Mundo, a Assembleia-Geral (AG) da AOFA decorreu integralmente com recurso a videoconferência.

Presidida pelo Capitão de Mar-e-Guerra António Almeida de Moura, a AG contou com a presença de várias dezenas de Associados/as, tendo-se registado um vasto conjunto de intervenções, pedidos de esclarecimento e sugestões que, como é apanágio da AOFA, em muito contribuíram para que, uma vez mais, possamos considerar este importantíssimo evento como um enorme sucesso.

De realçar que o facto da AG ter decorrido integralmente por videoconferência se tornou um grande desafio técnico que implicou, com a devida antecedência, um planeamento e organização notáveis por parte do Conselho Nacional, quer ao nível da criação de todas as condições tecnológicas para a sua realização quer de todo um conjunto de procedimentos administrativos, em si “simples” mas cujo encadeamento temporal obrigou a um significativo esforço organizativo.

A AG, marcada inicialmente para as 20h30, mas que, tal como a convocatória explicitava, se realizaria às 21h00 caso às 20h30 não houvesse quórum (cerca de 700 participantes), teve o seu início às 21h00.

Após a intervenção inicial do Presidente da AG, foram os/as Associados questionados sobre a possibilidade da AG ser integralmente gravada, tendo-se procedido à votação que viria a recolher unanimidade quanto a essa proposta de gravação.

Recordando que todos os documentos em análise, discussão e aprovação foram atempadamente distribuídos, com uma antecedência de 5 (cinco) dias, por todos/as os/as Sócios/as, seguiram-se as apresentações de cada um deles, tendo por responsáveis :

  1. Relatório e Contas 2019 – Coronel Alexandre Caldas (Conselho Fiscal)
  1. Plano de Atividades 2020 e Orçamento 2020 – Tenente-Coronel António Costa Mota (Presidente do Conselho Nacional)
  1. Regulamento de Prestação de Assistência Jurídica -Capitão-Tenente Diocleciano Batista (Secretário-Geral da AOFA)

Após a apresentação de cada um destes documentos o Presidente da AG iniciou o período de intervenções, sendo a palavra dada a cada um/a dos/as Sócios/as, a partir da ordem de inscrições verificadas, trabalho de coordenação que ao longo de toda a AG esteve a cargo do Capitão-de-Fragata Carlos Rodrigues Marques (Vice-Presidente do Conselho Nacional).

Todos os Camaradas, enaltece-se, puderam intervir livremente e as vezes que consideraram necessárias, mantendo uma capacidade de síntese nas intervenções que em muito beneficiou a AG.

Após o período de intervenções e, sempre que necessário, das respostas que lhes eram inerentes, procedeu-se à votação de cada documento, tendo os participantes na AG aprovado todos os documentos por unanimidade.

Cumpriu-se desta forma e para cada documento o ciclo de “Apresentação, Discussão e Votação” previstos, processo que antecedeu a passagem “ao documento seguinte”.

A AG, iniciada às 21h00, viria a terminar cerca das 23h45.

Comprovada a eficácia do sistema de videoconferência e sempre numa perspectiva de melhoria contínua, suportada em mecanismos que facilitem cada vez mais a participação dos/as Sócios/as nas AGs mas igualmente noutro tipo de eventos promovido pela AOFA, estamos em crer que o recurso à videoconferência, sempre numa lógica de complementaridade com o regime presencial, deverá ser seriamente considerado, comprometendo-se o Conselho Nacional a manter e reforçar estas capacidades na Associação.

Documentos:

 – Relatório de Contas 2019

 – Plano de Atividades 2020 e Orçamento 2020

 – Regulamento de Prestação de Assistência Jurídica

Previous post

Assembleia-Geral da AOFA, integralmente por videoconferência

Next post

This is the most recent story.

admin