Progressões remuneratórias - Militares e Forças de Segurança entregam moção ao Primeiro-Ministro

No essencial, a moção relembra o quadro legal constante da Lei do Orçamento, colocando ênfase especial no facto de não estar a ser respeitado o processo negocial, estabelecido na Lei, para que se concluísse sobre a forma de descongelar a progressão nas posições remuneratórias, e dando conta da urgência de que o mesmo se reveste.

Lembramos que a AOFA tem uma posição: a de que os militares (ativo e fora da efetividade de serviço) devem ser colocados na posição remuneratória para que teriam progredido se tudo tivesse decorrido com normalidade.

Voltar


@ 2011 - AOFA - Todos os direitos reservados
E-mail: geral@aofa.pt
Av. Bulhão Pato, nº 7 – 1º Andar
2825-846 Trafaria PORTUGAL
Tels: 214417744 - 912500813
Fax: 214406802
Powered by António Chaves - Optimizado para Internet Explorer 8 ou superior e resolução 1024x768.