Noticias

AOFA nas comemorações do 48º aniversário da ADFA

A Associação dos Deficientes das Forças Armadas (ADFA) comemorou o seu 48º aniversário e, inevitavelmente, a AOFA não poderia deixar de estar presente em tão relevante cerimónia, tendo sido representada pelo nosso Presidente do Conselho Nacional, Tenente-Coronel António Costa Mota.

A cerimónia decorreu na Sede Nacional da ADFA, em Lisboa, e contou com a presença de muitas dezenas de Entidades Civis e Militares, bem como de inúmeros Associados, confirmando o prestígio granjeado pela ADFA ao longo de quase 5 (cinco) décadas de existência, resultado do excelente trabalho realizado em prol dos nossos Camaradas Deficientes das Forças Armadas, espelhos vivos do que verdadeiramente representa a Condição Militar.

Lamentavelmente e como ponto comum às várias intervenções produzidas, a tónica continua a ser, infelizmente, a da constatação do absoluto desrespeito e mesmo algum desprezo a que são votados, pelo Poder Político vigente, bem como os que o antecederam, os DFA e seus Familiares, nestes últimos com muito particular destaque para as suas Cuidadoras, também elas vítimas de uma Guerra absolutamente injusta e injustificada.

Da mesa de honra fizeram parte, além do Presidente da Assembleia-Geral da ADFA e o Presidente da Direção Nacional, o Chefe da Casa Militar do Presidente da República, o Diretor do HFAR e o Coronel Carlos Matos Gomes, na qualidade de orador convidado.

Esteve igualmente presente o Secretário de Estado da Defesa Nacional a quem a ADFA, amavelmente, atribuiu o papel de presidência da cerimónia!

Das magníficas intervenções quer do Coronel Carlos Matos Gomes quer do Presidente da Direção Nacional, Coronel Santa Clara Gomes, contamos dá-las a conhecer, em complemento a esta notícia, assim que nos chegarem.

A AOFA uma vez mais endereça as maiores felicidades aos Órgãos Sociais da ADFA e a todos os seus Associados e reitera, sem reservas, toda a nossa amizade e apoio institucional, numa relação que se aprofunda e reforça de dia para dia, de ano para ano! Muitos são, indubitavelmente, os combates que temos pela frente em prol da mais elementar justiça, que tarda em ser feita, quase 50 anos após o 25 de abril, o que cada vez mais só pode envergonhar quem assim procede!

“Eles” parecem não saber nem sonhar que somos Militares e que nunca desistiremos dos nossos objetivos. NUNCA! Pela Justiça! Estamos Juntos! SEMPRE JUNTOS!

Previous post

AOFA reuniu com o Grupo Parlamentar do Partido Socialista

Next post

Ofício da AOFA para a Ministra da Defesa Nacional

admin