Noticias

AOFA reuniu com antigos militares

Dando continuidade a um processo iniciado há mais de 3 (três) anos e que viria a culminar com a consagração em Lei do OE2021 das mais legítimas pretensões dos antigos Militares, designadamente no que concerne à consideração do tempo de serviço prestado nas Forças Armadas para efeitos de progressão nas Carreiras da Administração Pública (artigo 22 do OE2021), mas porque, passados que estão 9 (nove) meses, os serviços da Administração Pública ainda não receberam quaisquer orientações do Governo no sentido da operacionalização do que está plasmado na Lei, a AOFA voltou a reunir com os antigos militares no sentido de definir a linha de ação que leve a que o Governo cumpra a Lei.

A reunião teve a participação de muitas dezenas de antigos militares e de vários dirigentes da AOFA, de entre os quais o Presidente do Conselho Nacional, o Vice-Presidente e o Secretário-Geral e nela, após ampla e profícua discussão, foram decididas diversas iniciativas no curto prazo, a saber:

  1. A emissão de um ofício tendo como destinatários o Presidente da República, o Presidente da Assembleia da República, o 1º Ministro, o Ministro da Defesa, a Ministra da Modernização Administrativa e da Administração Pública, a Provedora de Justiça, todos os Partidos com assento Parlamentar e a Comissão de Defesa, sendo dado conhecimento às Chefias Militares bem como aos diversos Sindicatos da Administração Pública afetos à CGTP e à UGT.
  2. A emissão de um comunicado aos Órgãos de Comunicação Social, denunciando publicamente mais esta violação grosseira da Lei por parte do Governo, exigindo naturalmente que sejam imediatamente transmitidas as orientações concretas a todos os serviços da Administração Pública para que a Lei seja cumprida.
  3. A preparação de uma manifestação, com o apoio da AOFA, de antigos militares e suas famílias, já no decorrer do mês de outubro, caso até lá este assunto não fique cabalmente resolvido.

A AOFA reitera que continuará a apoiar todos os antigos militares que prestam serviço na  Administração Pública, quer até à conclusão plenamente satisfatória deste processo, quer noutros, já em fase de levantamento, e que tanto afetam estes/as nossos/as camaradas, muitos/as deles/as Sócios/as da AOFA.

Previous post

Serviços Públicos e Funções Sociais do Estado num Portugal de Progresso e Justiça Social  

Next post

Protocolo com Sunset Fitnes Club

admin