Noticias

AOFA reuniu com o Grupo Parlamentar do Partido Socialista

Englobada numa nova série de reuniões solicitadas pela AOFA a todos os Grupos Parlamentares e Deputados Únicos da Assembleia da República, a AOFA esteve em reunião com o Partido Socialista (PS).

A reunião teve uma duração aproximada de 1 hora e 45 minutos, tendo o PS estado representado ao mais alto nível, através de 5 (cinco) Deputados/as e um Assessor, a saber:

– Deputado Coordenador para a área da Defesa – Diogo Leão

– Deputada Maria de Lurdes Rosinha

– Deputado Manuel Afonso

– Deputada Dora Brandão

– Deputado Miguel Rodrigues

– Assessor Rodrigo Oliveira

Por parte da AOFA esteve presente o Presidente do Conselho Nacional, Tenente-Coronel António Costa Mota. De notar que a ausência de um maior número de Dirigentes da AOFA que, como se sabe, estão todos na situação de Ativo, se deveu ao facto da reunião ter sido marcada com menos de 48h de antecedência o que impediu/dificultou que os Camaradas no Ativo pudessem ativar as necessárias, e legais, licenças para participação na reunião.

Desde logo importa realçar a composição da delegação do PS nesta reunião, facto que a AOFA interpreta como sendo um sinal do pleno reconhecimento pela credibilidade e representatividade da Associação, bem como pelo profundo conhecimento que o PS tem sobre a forma frontal, leal, bem preparada e dialogante como a AOFA aborda todas as matérias, expondo os problemas mas apresentando, para todos eles, propostas muito concretas de resolução.

A AOFA procedeu à entrega formal de uma cópia do nosso “Caderno de Objetivos Prioritários”, tendo a possibilidade de aprofundar alguns dos temas mais prementes, a saber:

– Promoções e, muito em concreto, a possibilidade de pagamento de retroactivos aos Militares promovidos entre 1 de janeiro de 2022 e 29 de abril de 2022 (data do Despacho que regulariza a questão da Promoções);

– Cálculos de Pensões de Reforma;

– Efetivos nas Forças Armadas! Causas e Consequências da atual situação; matéria que acompanhámos com documentação diversa;

– Assistência na Doença aos Militares (ADM);

– Sistema Retributivo dos Militares das Forças Armadas, incluindo, além de uma significativa valorização remuneratória, desde logo ao nível das Praças mas com o imprescindível equilíbrio face a todos os restantes Postos, a consideração de novos subsídios (Risco, Escala e Fardamento) bem como a necessidade de revisão urgente do subsídio de embarque

– Artigo 22 do Orçamento do Estado 2021 (consideração do tempo de serviço militar para efeitos de progressão na carreira aos “ex-militares” que ingressaram na Administração Pública).

Como referido e ao longo de quase 2 horas, todas estas matérias foram aprofundadas, tendo-se estabelecido um diálogo que reputamos de extremamente interessante e profícuo, abrindo perspetivas muito importantes, concretas, de resolução (ou início de resolução) destas questões no curto e médio prazo (OE2022 e, sobretudo, OE2023).

A AOFA agradece ao PS a disponibilidade para a realização desta reunião e a forma como, atentamente, ouviu e se inteirou das nossas preocupações (e soluções!) e reitera a total disponibilidade e interesse em continuar a colaborar com o PS em todos os aspectos que direta ou indiretamente tenham a ver com as matérias de âmbito socioprofissional, deontológico e assistencial que afetam os Militares portugueses.

Previous post

Protocolo com CPE Clínicas-Clínica Médica Dentária Lisboa

Next post

AOFA nas comemorações do 48º aniversário da ADFA

admin